CITY? Só o Norwich

Equipe de Pep Guardiola é surpreendida pela coragem do Norwich City e vê o Liverpool se distanciar na Premier League



No confronto do bicampeão inglês com o atual campeão da segunda divisão do campeonato, o Norwich City bateu o super time de Guardiola com muita propriedade. Uma vitória que vai ficar na cabeça dos seus torcedores por muito tempo.

  • Avaliação do jogo:

O Manchester City visitou um time recém chegado na elite do futebol inglês na busca por mais 3 pontos para seguir firma na luta pelo tricampeonato. A forma habitual de jogar esteve presente mais uma vez durante o jogo. Os citizens começaram se impondo, pressionando e valorizando a posse de bola. Porém, esbarravam em um Norwich bem organizado com marcações dobradas nas laterais que dificultavam as triangulações, além de um meio congestionado. O time da casa marcava com todas as suas linhas próximas a sua área, mas o que parecia ser apenas uma retranca, mostrou-se uma grande armadilha que fisgou o quase imbatível Manchester City. 

Quando pressionado, o Norwich possuía qualidade suficiente para sair da marcação alta do adversário com bola no chão ou pelo alto, escolhendo e realizando bons lançamentos (sem chutão) para pegar campo defensivo do City completamente aberto. O jogo foi de domínio do bicampeão da Premier League, porém com o campeão da Championship tentando jogar no momento de posse da bola. O primeiro gol veio na bola parada com Mc Lean que subiu sozinho pra abrir o placar após cobrança de escanteio. Com o placar desfavorável, o City sentiu o baque e passou a aumentar o volume na busca do empate. Pronto, a emboscada estava armada. E foi em mais uma pressão na saída de bola feita pelo time de Manchester que o Norwich achou espaço ao se desvencilhar das linhas altas de marcação e pegou a zaga do adversário exposta para marcar o segundo em jogada de Pukki que serviu Cantwell para marcar com facilidade. Com 2x0, o tiki taka do Manchester City começou a desaparecer aos poucos. O último suspiro de inspiração foi gasto com a triangulação que resultou no gol de Águero de cabeça para diminuir no fim do primeiro tempo.

No segundo tempo, a tônica do jogo foi a mesma. O Norwich corajoso tentava se impor dentro de suas limitações, enquanto ao nervoso Manchester City fazia de tudo para voltar ao jogo. Por consequência, em uma falha individual, o time anfitrião ampliou o placar após roubada de bola em cima de Otamendi que dormiu na frente da área. O City viria a diminuir novamente o placar com um chute de Rodri de fora da área. O que vale destacar dessa partida é a audácia que teve o Norwich contra um time tão forte. A vitória foi muito convincente e merecida, o time levou os três pontos para casa, porque jogou futebol pra isso, inclusive, conseguindo um feito raríssimo entre todas as equipes que jogaram contra o time de Pep Guardiola: superioridade na posse de bola. Os canários chegaram aos 68% de posse de bola da metade pro final da partida. Um jogo que guarda uma grande lição pro futebol tupiniquim. Para jogar futebol é preciso ter coragem! 



Comentários