Flamengo x Palmeiras: semi-final antecipada.

Pré-jogo da décima sétima rodada do campeonato brasileiro

Escalação do Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Ramires, Felipe Melo e Gustavo Scarpa; Dudu, Wilian e Luiz Adriano.

Pendurados: Marcos Rocha, Antonio Carlos, Thiago Santos, Dudu, Deyverson









Escalação do Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Arão, Gerson (Piris da Motta) e Arrascaeta; Éverton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabriel

Pendurados: Piris da Motta, Rodrigo Caio, Bruno H.









Ambos os times tem um jogador lesionado: Diego Ribas pelo Fla e Mayke pelo Palmeiras.




Flamengo e Palmeiras se combatem hoje no maracanã, às 16h por uma partida que tem sido desde 2015 o mais importante clássico regional. As maiores receitas e os elencos mais caros, coincidem com a expectativa em torno do desempenho, que pela primeira vez está balanceado para o lado carioca. O rubro-negro conta com o embalo da torcida extasiada pela ainda recente classificação na Libertadores, com o crescente bom desempenho e com a boa sequência na competição nacional para pela primeira vez desde a transformação das marcas, obter uma vantagem psicológica e assumir o favoritismo no confronto. Apesar da boa colocação na tabela os cariocas estão sem vencer o Palmeiras pelo Brasileirão desde 2014.




2015: Palmeiras 4x2 Flamengo (16/08); Flamengo 1x2 Palmeiras (06/12)


2016: Flamengo 1x2 Palmeiras (05/06); Palmeiras 1x1 Flamengo (14/09)


2017: Flamengo 2x2 Palmeiras (19/07); Palmeiras 2x0 Flamengo (12/11)


2018: Palmeiras 1x1 Flamengo (13/06); Flamengo 1x1 Palmeiras (27/10)




Do outro lado o Palmeiras não venceu ainda no Brasileiro após a Copa América e enfrenta alguns problemas para trabalhar em desvantagem. A sequência sem vitórias tem apenas uma derrota (2x0 Ceará) e 5 empates contra Bahia, Corinthians, São Paulo, Vasco e Grêmio. Eliminados da Libertadores o Verdão busca curar a ressaca numa competição que tem dominado nos últimos anos, não pelas encantadoras atuações, mas pelo pragmatismo e oportunismo implacáveis. É também o time com menos derrotas nesta temporada (5) e na competição nacional (1).


Com bola rolando as expectativas são de muitos contra-ataques Palmeirenses e uma posse de bola quase majoritariamente carioca. O elenco rubro-negro tem um bom departamento médico à disposição e tem abusado da exigência física nas partidas com JJ, seja na marcação pressão e individual mais a frente, seja quando domina o adversário e cede oportunidades de contra golpe.
Sem Cuellar, uma linha de meio campo mais recuada com Arão e Piris da Motta não é muito a cara do treinador português, mas pode vir a calhar para enfrentar um Palmeiras de Dudu, Scarpa e Luiz Adriano, com muita velocidade e muita qualidade de passe, capaz de ligar excelentes contra-ataques ou envolver uma marcação com cobertura falha. As bolas paradas também são ponto forte do Verdão, enquanto tem sido a principal forma de marcar contra o Flamengo nos últimos jogos. Tudo indica a vantagem tática de Felipão, que conta também com Felipe Melo, peça chave da segunda melhor defesa do campeonato, após anulação do efeito suspensivo.


Dividindo a marca de melhor aproveitamento na temporada com 48,1% (excluindo-se amistosos), ambos os clubes estão mais que acostumados a protagonizar o confronto direto mais importante do campeonato e mesmo cedo demais para afirmar quem será campeão, nenhuma das duas equipes vai recusar a carapuça.




Palpite:

Flamengo 0x1 Palmeiras (Scarpa de falta)
Felipe Melo expulso


Comentários