Inferno da Beira Rio reacende o Internacional na Copa do Brasil


Em jogo de dois tempos distintos,o Internacional atropela o Cruzeiro e avança pra grande decisão 

Fonte: Site Oficial do Internacional

http://www.internacional.com.br/home/



O time de Porto Alegre vinha de uma eliminação doída no mesmo Beira Rio, onde a torcida lotou o estádio e, ainda assim, viu um time nervoso, lento e totalmente apático ser desclassificado. Diante disso, a pressão aumentou pro jogo de volta da Copa do Brasil que pros torcedores colorados virou "obrigação". Porém, se teve bastante cobrança pelas péssimas atuações, teve muito apoio vindo das arquibancadas e fora delas também. Assim como na Libertadores, "ruas de fogo" tomaram conta do entorno do estádio com um show de pirotecnia, o tal "inferno da Beira Rio" como os próprios torcedores denominam tal recepção. 

Essa energia se traduziu na partida. Os dois tempos foram bem movimentados com ambas as equipes buscando o gol. Na primeira metade, o Cruzeiro foi melhor, inclusive com uma chance claríssima criada logo no início, mas desperdiçada por David. A equipe de Rogério Ceni propunha o jogo com uma saída de bola eficiente na linha de zaga e progredindo com qualidade na transição, usando bastante a velocidade de David e Pedro Rocha. 

Faltou ser efetivo. 

Esse, provavelmente, foi o detalhe decisivo para a vitória larga do Internacional. No momento de domínio do Cruzeiro, o time conseguiu uma bela jogada coletiva do seu trio de ataque que culminou no gol de Guerrero. A partir daí, e com a contusão de Dedé (torceu o tornozelo), o time gaúcho tomou conta da partida sob o comando do ótimo Nico López. O uruguaio mostrou de vez ao Odair o quão equivocada foi a decisão de colocá-lo no banco nos jogos anteriores. Foi o diferencial pro sucesso ofensivo do colorado, coroando sua atuação com uma bela assistência para pintura de Guerrero. Com 2x0 no placar, o Cruzeiro não teve reação e sua desorganização contribuiu para Edenilson ter campo livre na puxada de contra-ataque que culminou no terceiro e último gol da partida.

Bom futebol retomado e classificação merecida!

O Inter volta a final da Copa do Brasil após 10 anos e busca o título que não vem há 27.




Comentários