Sem Talles Magno, com Guarín: Como armar o Vasco para as próximas rodadas?

Veja algumas alternativas que o técnico Vanderlei Luxemburgo terá para a sequência do Campeonato Brasileiro 

Guarín treina e deve estar à disposição para o jogo contra o Botafogo (16) / Foto
O Vasco vem de vitória contra o Fortaleza em São Januário no último domingo (13) com show da revelação de 17 anos, Talles Magno. Contudo, foi a partida de despedida do garoto para disputar o mundial sub 17 pela Seleção Brasileira cuja competição pode deixá-lo sem atuar pelo gigante da colina por até 8 rodadas.

Sai um, entra outro. O colombiano Fredy Guarín, contratado com grande status, deve ser opção de Vanderlei Luxemburgo para as próximas partidas do Vasco no Brasileirão. O jogador vem trabalhando a parte física há duas semanas e, segundo o preparador físico Antônio Mello, Guarín tem evoluído bem nos treinos e já pode jogar alguns minutos. Com o jogador atingindo a condição de atuar os 90 minutos, o treinador cruzmaltino deve colocá-lo no time titular.

Assim, separamos algumas alternativas interessantes para encaixar o volante de 33 anos na equipe:
  • 4-4-2 ( Losango, variando pra 4-3-3) 
Meio forte, muito combativo e com boa transição graças a compactação dos quatro meias. Felipe Ferreira seria o responsável pela armação para Marrony e Ribamar. 


⇒ Variando pro 4-3-3 na fase ofensiva com Raúl virando um "falso ponta", esquema que funcionou contra o São Paulo de Daniel Alves em uma das melhores atuações da equipe.



  • 4-1-4-1 
 Mais leve sem Ribamar, esse esquema também seria uma boa opção dentro da proposta de marcar forte em bloco médio e sair no contra-ataque com muita velocidade. Famoso "Ataca com 6 e defende com 9" usando a intensidade do Rossi.




  • 4-3-3 
⇒ Mantendo a formação atual com alterações somente de algumas peças: FF na vaga do Rossi e Guarín na vaga do Marcos Jr. Talvez um esquema melhor para variar entre marcação alta e baixa sem perder compactação nos setores, além de abrir margem para o desempenho ofensivo de Guarín: Chute de média distância. 


Comentários